segunda-feira, dezembro 29, 2008

Epílogo

O nosso parceiro Fábio Veiled Buddy enviou uma carta que não posso deixar de publicar neste blogue, por explicar motivos que o levam a deixar de escrever os “casos escabrosos de Narciso Porpeta”.

Caro João Carlos (Jonga) Olivieri
Em vista de alguns acontecimentos em que pessoas praticamente identificaram a identidade de Narciso, achei por bem sustar a publicação dos Casos Escabrosos.
É natural que assim o seja, porque afinal de contas a figura ignóbil e asquerosa é facilmente localizada pois suas atitudes são facilmente identificáveis e poucos prejudicaram tanto a outros como ele.
Portanto, até segunda ordem, vou ficando por aqui. Quem sabe no futuro eu me anime a continuar.
Um forte abraço do
Fábio Buddy

10 comentários:

Anônimo disse...

Ficou muito claro quem é o Porpeta. Mas prefiro não dizer comentar!
Ernani

Jonga Olivieri disse...

Essa é boa, Ernani. Ou será Arlete?

jr disse...

Tinha gostado tanto do primeiro Caso Escabroso. E pelo jeito o único.

Jonga Olivieri disse...

Sim, pelo jeito (até segunda ordem) o único.

Jonga Olivieri disse...

Quero comunicar aqui que vetei dois comentários que especulavam sobre a identidade de Narciso Porpeta.
Bom, gente, já havia falado antes que este tipo de "adivinhação" ou sei lá o quê, não leva a nada e só a comprometer pessoas que podem não ser o tal do hômi.

Anita disse...

Por isso mesmo, prefiro não comentar!

Jonga Olivieri disse...

É, depois da Arlete Sales, a frase virou moda... mas melhor assim do que comentar especulações inconseqüentes.

Anônimo disse...

Acho que já vai tarde...
Amélia

Jonga Olivieri disse...

O Porpeta ou o Fábio?

Anônimo disse...

O que é isso? Tava começando a esquentar.
Cantídio Tarsitano