segunda-feira, novembro 16, 2009

A foto da chapa

Acima, nós na foto (1) da chapa “Se Cria Rio”, em 1989, cujo presidente foi o Mauro Matos. Nesta gestão houve a publicação de um número verdadeiramente histórico do jornal do Clube (2) e as exibições de filmes marcantes da história do cinema realizados nas salas de exibição das agências do Rio organizadas pelo cinéfilo Henrique Meyer.

No ano seguinte – um pouco antes de terminar o nosso mandato –, me transferi para Portugal, devido a uma oferta irrecusável para assumir a direção de criação da Opal Publicidade na cidade do Porto.

(1) A foto era parte de um cartazete de divulgação da chapa espalhado pelas agências e bares frequentados por publicitários.

(2) Sobre este jornal republiquei uma matéria em 7/10/2009 (O “caso” do leão) e a sua capa na postagem seguinte.

16 comentários:

Anônimo disse...

Lembro desta chapa. Era da pesada. E quem não se lembra do jornal do clube com a capa que você reproduziu nesta blog.
Ari

Jonga Olivieri disse...

Aquela edição do jornal foi inesquecível mesmo.

Anônimo disse...

Não entendi o CCRJ Worldwide. Estranhissimo.
Cantídio

Jonga Olivieri disse...

Isto é uma historinha engraçada.
O Ronaldo Conde estava na Almap, que havia se associado à BBDO.
Ele foi fazer a foto com uma camiseta da BBDO Worldwide.
O pessoal retocou (no pincel, claro) e colocou CCRJ de gozação.

Anita disse...

O mais estranho foi deixar worldwide na camiseta.

Jonga Olivieri disse...

Isso tambem foi parte da gozação.

Leonardo disse...

Muito boa a foto com diversas pessoas conhecidas do mercado na época, todos bem mais jovens.
Também são 20 anos, não é mesmo?

Jonga Olivieri disse...

O tempo pesa amigo. Vinte anos não é pouca coisa e boa parte desta turma (como você disse conhecida na época), hoje está aposentada ou com outro tipo de atividade.

Anônimo disse...

Recordar é viver. E esses tempos foram uma boa recordação. Existia muito profissionalismo e muita diversão nas agências. Por isso vale.
Ernani

Jonga Olivieri disse...

Sem dúvida era muito divertido e ao mesmo tempo sério trabalhar em publicidade naquele tempo.
As agências tinham um clima de descontração, mas quando se trabalhava era pra valer mesmo. Até porque o trabalho era bem mais complexo e envolvia equipes maiores para cumprir prazos bem apertados.
Hoje os prazos continuuam exíguos, mas os computadores agilizam muito a sua execução. E sei disto pelo tempo que dispendo num trabalho.

Anônimo disse...

Veja bem, esta foto e historica de deve pertencer oa acervo da publicidade do Rio de Janeiro.
Assim como o jornal citado.

Anonymous
New York

Jonga Olivieri disse...

Tambem acho.

Maria Celia Olivieri disse...

Como é bom, lembrar dos tempos em que não sabíamos que éramos felizes ..... hehehehehhehehe - eu tenho impressão que as agencias de publicidades eram mais animadas dos que as de hoje. Com a tecnologia fica todo mundo no seu computador... um trabalho mais frio.... eu conheço gente que se corresponde somente por e-mails, coisa de louco!!! Chefe escreve para a assistente que está do lado!!! kkkkkkkkkkk - e naquela época tinha mais diálogo, mais zona mesmo. se chutava balde etc..... hehehehehehehehehe

Jonga Olivieri disse...

Sim, era mesmo tudo muito mais animado do que nos tempos atuais.
mas isto fazia parte de um outro mundo.

almagro disse...

Bela lembrança, Jerônimo dirigiu meu primeiro VT, lá em São Cristóvão, com a Fernanda Montenegro, Conde, antes da Almap foi da MPM, Toninho Lima era dupla do Adeir e não sei se Gustavo Bastos, então na DPZ, mas que antes foi da MPM, foi da mesma chapa, tenho carteirinha com ass. do Mauro.

Jonga Olivieri disse...

Ora veja só! Todos conhecemos todos, mesmo que em diferentes histórias, circunstãncias e ocasiões.