segunda-feira, abril 18, 2011

O "caso" do enjôo


Ainda ontem, no “Pic-Nic” do “VS Forever”, contei este “caso”. E como por acaso o personagem central tem estado muito em contato comigo resolvi republicá-lo aqui. O "caso" foi originalmente postado em 2006.

O Marcos Vinícius fez dupla comigo na VS durante mais de um ano.
Começamos a parceria quando eu tinha pouco mais de um mês de casa, e ele já colocou os pés lá dentro com histórias curiosas.

A primeira delas, que não é tão engraçada assim, foi a do dia do pagamento, que coincidiu com o da festa que a agência fazia para comemorar os aniversários do mês. Ao chegar em casa e parar o carro na porta da garagem, o redator foi assaltado. Levaram o seu carro, e detalhe, um envelope. Dentro deste estava o seu salário.
Mas teem casos engraçados mesmo. Um deles por exemplo era o dos poemas e pensamentos que ele escrevia pelas paredes da nossa sala. Eu até delimitei o ponto até o qual ele poderia "grafitar" à vontade, e o meu limite. Coisa que ele sempre respeitou. Além da linha não havia pichação. No entanto, em pouco tempo, o Marquinhos já estava pichando até as paredes do estúdio.
Um belo dia, o Marcos Vinícius voltou do almoço com um puta dum enjôo. Passando mal mesmo! E o pior é que nós tinhamos uma reunião marcada com um cliente.
Enquanto esperávamos, eu comecei a gozar a situação:

- Pô, cara, já pensou você abrir a porta da sala, na hora da reunião, e vomitar na mesa?

E daí, começamos a viajar nesta brincadeira.

Concluindo, houve a reunião e tudo correu às mil maravilhas, não houve nada. Ficaram só umas boas risadas para trás.

Algum tempo depois ele mudou-se para São Paulo.
Um dia, encontrei o Marquinhos no Rio. E, conversa vai, conversa vem e ele me solta esta:

- Sabe, Jonga, eu tenho que lhe confessar uma coisa...

Parou por alguns instantes, o olhar cabisbaixo, envergonhado.
E prosseguiu:

- ... Lembra daquele caso da vomitada?... Bom, seguinte... eu tava com uma galera lá em Sampa... sabe né, eu contei a história como se tivesse realmente acontecido... (pausa maior)... só que eu contei como se houvesse sido com você.

11 comentários:

Anita disse...

Um tremendo dum "amigo da onça" este seu ex-dupla!

Jonga Olivieri disse...

Coisas do Marcos (ex Vinícius) Ferraz. No entanto, é um figuraça... Só mesmo conhecendo a peça!
Mas, na minha opinião, é um puta dum criativo!

mweberdesigner disse...

kkkkkkkkkk,
beijos

Saulo Silveira disse...

Como é o ditado?: "...protejas mim dos meus amigos, que dos inimigos, cuido eu..hahahahah."..vi as fotos, a vida passa, antes eram uma garotada, hoje parecem reuniões de vovózinhos, deve ser bom relembrar, contar casos...a vida, passa, a saudades dos tempos felizes fica grudada na gente.

Jonga Olivieri disse...

e... kkkkkkkkkk procê também...

Jonga Olivieri disse...

Ai meus tempos! Como dizia um personagem daqueles tempos em que eu ainda era louro e usava cachinhos...
É isso aí, Saulo!

Cantídio disse...

Se fosse comigo eu teria cortado relações.
Em definitivo e sem apelações da outra parte.

Jonga Olivieri disse...

Foi apenas uma brincadeira. De mau gosto, mas foi. E teem coisas piores neste mundo, Cantídio... Pelo amor de Zeus!

almagro disse...

Hehehe... e pelo que sei, fez "escola".

Jonga Olivieri disse...

Não sabia Almir. Conta, conta!

Jonga Olivieri disse...

Oi Jonga
Li o "novo caso" agora. Vocês da propaganda são pessoas muito interessantes e diferentes daquelas que convivem em outras áreas de atividade. A impressão que tenho é que fazem do trabalho uma boa diversão, sem prejuízo do talento e da seriedade. São simples e às vezes até ingênuas, fáceis de se relacionar e adptar, quando não possuem o ego maior que o seu mundinho.
Bjs.
Ana