sexta-feira, janeiro 20, 2012

O tempo passa, o tempo voa... Mas o que é bom não se esquece!



Um dos melhores jingles de todos os tempos, este marcou seu espaço no cenário da publicidade brasileira. O produto não existe mais... Poupança Bamerindus (o banco foi adquirido nos anos 1990 pelo HSBC), mas o recall deste clássico da propaganda brasileira tende a sobreviver por muitas décadas e fazer parte da nossa memória criativa.


A campanha criada pela Colucci para o Banco, conquistou entre outros prêmios, o Grand-Prix do “Profissionais do Ano” em 1992/93.
A criação foi de Fernando Rodrigues (hoje Diretor de Criação da DPZ), Milce Junqueira e Fernando Leite.
A produção da Aba Filmes, trilha de NossoEstudio, pos-produção da RBS/ Vídeo.
O jingle fora criado originalmente para o banco no início da década de 1970, com letra de Teresa Souza e música de Walter Santos, foi resgatado vinte anos depois para a magnífica interpretação do grupo “Os três do Rio” cuja versatilidade musical então despontava.


Andrés Bukowinski, diretor dos comerciais destaca o “inusitado de uma campanha onde os sotaques (Caso dos Suiços e Nordestinos) deformavam a fonética do anunciante sem que isso incomodasse o cliente. A expressão ‘Bamerindiu’, por exemplo.”


Fonte: Almanaque da Comunicação http://www.almanaquedacomunicacao.com.br

14 comentários:

Ana Paula Duarte disse...

Você disse tudo: "... O que é bom o tempo não se esquece!"
E o humor, leve, bem dosado mais ainda, Jonga!

Jonga Olivieri disse...

Esta campnha é de um humor que ficou!
"Os Três do Rio" foram excelentes em todos os momentos dela.
E a presença de um Andrés Bukowinski como diretor deu-lhe uma categoria sem par.
De tirar o chapéu.
Tenho saudades da poupança Bamerindus. Nela estaria aplicando os meus "trocados" com muito mais prazer.

Anônimo disse...

Jonga lindo vou abrir uma pasat nos meu youtube com comerciais bonitos.... Vou copiar de seu blog

Maria

Jonga Olivieri disse...

É meio difícil encontrar comerciais mais antigos, principalmente os do Rio...
No entanto "Almanaque da Comunicação" tem tornado isso mais fáci.

Anita disse...

Demais esta campanha!

Jonga Olivieri disse...

D+ MESMO, ANITA!

Ernani disse...

Engraçado, mas não conheci este conjunfo "Os 3 do Rio".
Estranho mesmo porque vi esta campanha, gostei dela mas nunca soube da existencia deste conjunto!

Jonga Olivieri disse...

Tambem o conheci quando da campanha do Bemerindus!

Anônimo disse...

Gostei muito dos jingles, especialmente dos do Paulinho. Lembrei logo da poupança Bamerindus, ficou mesmo na lembrança.

Ana

Jonga Olivieri disse...

Estes 'jingles' são todos de sucesso e portanto têm 'recall', Ana

Anônimo disse...

Esta e outra campanha relativemente conhecida fora do pais. E uma coisa que ninguem pode negar, aquilo que e bom atravessa fronteiras e quebra barreiras.

Anonymous
New York

Jonga Olivieri disse...

Quanto mais prêmios ganha, mais se projetam no cenário internacional...

Cantídio disse...

Esta série é demais. Mas pensava que havia sido criada pela house do Bamerindus em Curitiba.

Jonga Olivieri disse...

A 'house' era a 'Umuarama', que fez campanhas inesquecíveis para o Bamerindus, inclusive sob a batuta de Andrés Bukowinski, o mesmo diretor desta série da 'Colucci'.
Bukowinski tambem dirigiu para a 'Umuarama' o comercial do banco "Homem Frustrado", uma interpretação magnífica de Irene Ravache que ganhou o "Leão de Ouro" em Cannes.
Fora o gordo barbudo e bonachão, interpretado por Toni Lopes e que sempre dizia no final do comercial: "Aaah, esse Bamerindus!", e que chegou a protagonizar filmes do Banco do Brasil depois que o Bamerindus fechou, numa oportuna "carona" criativa do saudoso Daniel de Freitas na sua DNA (antes de Marcos Valério) então uma agência muito criativa e tambem muito séria...