segunda-feira, dezembro 01, 2014

O "caso" da sessão de cinema


Era um filme de suspense. Mozart dos Santos Mello¹ e senhora entraram no cinema e o filme estava começando. Sentaram-se e ficaram atentos ao enredo que era daqueles de provocar arrepios na espinha.

Lá pras tantas, a senhora Santos Mello ouviu algum ruído e voltou-se para o seu lado. Um clarão no filme escuríssimo e ela identificou uma silhueta que lhe era familiar de alguma forma. Ficou a refletir por alguns instantes e sussurrou no ouvido do marido: "Acho que conheço a pessoa que está aqui ao lado..." Mozart inclinou-se discretamente para a frente. Outro clarão. Voltou-se para a esposa e sussurrou também: "Parece o Vic!" Ela olhou novamente na direção daquela figura que permanecia imóvel e profundamente atenta ao filme, e confirmou que realmente era o Vic, o Victor Kirovsky, diretor de arte da McCann. Santos Mello, por alguns instantes não sabia se falava ou não com o colega de trabalho, até que decidiu-se a dizer baixinho o seu nome para não atrapalhar o bom andamento da sessão.

Qual não foi o seu espanto, quando ao pronunciar o nome do Vic e colocar levemente a mão no seu ombro, ouviu-se aquele berro no cinema. Bom, dizem alguns que até as luzes se acenderam. Mas isto talvez seja apenas a versão do fato. O que é verdade verdadeira mesmo, é que houve o berro.

1. Mozart dos Santos Mello, hoje falecido, era à época desta narrativa diretor da McCann-Erickson no Brasil. Depois foi um dos sócios da L&M, agência carioca que foi uma das maiores do país atendendo contas importantes no Rio, São Paulo e Brasília, como os Correios, a Philip Morris, a Embratel e a Sisal Imobiliária, só para citar algumas.
O Vic era um importante diretor de arte estadunidense que trabalhou nas duas agências citadas. Fui seu estagiário na primeira e colega na segunda...

4 comentários:

Cantídio disse...

Muito engraçado este caso.
E melhor ainda quando de fato aconteceu!
Imagina só quem estava perto? Demais!

É... Você não pode ficar tanto tempo ausente deste seu blog.

Tavim disse...

Aliás este Vic tem "casos" muito engraçados.

Anita disse...

Muito doidooooo......

Anônimo disse...

Voce sumira, mas que bom que está de volta em grande estilo.

Anonymous
New York